Webinar: Uso de big data para a detecção de ilegalidade no Setor de Madeira Tropical

Um levantamento feito pelo Instituto BVRio (iBVRio) indica que mais de 40% dos manejos florestais localizados nos estados do Pará e Mato Grosso podem estar envolvidos com irregularidades que, nos casos mais graves envolvem roubo de madeira de unidades de conservação e reservas indígenas. De acordo com diversos levantamentos, estima-se que mais de 70% dos produtos madeireiros da Amazônia provém de operações ilegais. Somente 10% dos casos analisados pelo iBVRio não apresentou nenhum indício de irregularidade.

Reveja o Webinar com o Diretor de Operações da iBVRio, Mauricio Moura Costa :

Baixe o estudo ‘Uso de Big Data para detecção de Ilegalidade no Setor de Madeira Tropical