FlorAmarela

2º Seminário sobre Código Florestal – Edição Pernambuco

A BVRio junto com o Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan) promove a segunda de edição do Seminário “Caminhos para a implementação do Código Florestal para os Estados do Nordeste”. O evento acontece na sede da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco (SEMAS), dia 17 de fevereiro, a partir das 8h30. Abaixo,[…]

coomflora (1)

Coalizão Brasil aponta ações para a viabilização do manejo de floresta tropical legal e sustentável

O Brasil tem hoje mais de 300 milhões de hectares de florestas naturais na região amazônica, dos quais menos de 3 milhões de hectares estão sob o regime de manejo florestal sustentável. Enquanto há enormes desafios para a conservação, o país ainda detém a taxa anual mais elevada de conversão de ecossistemas terrestres do mundo.[…]

coomflora (1)

Recommendation of the Brazilian Coalition to promote legal and sustainable tropical forest management in Brazi

Brazil has today more than 300 million hectares of natural forests in the Amazon region, but less than three million hectares are sustainably managed. There are huge challenges in terms of conservation and the country has the highest annual rate of conversion of terrestrial ecosystems in the world. The Brazilian Coalition on Climate, Forests and[…]

BVRio promotes timber from the Tapajós’ community forestry project

On the banks of the Tapajós River, in Pará, Cooperativa Mista da FLONA Tapajós (COOMFLONA) is a community forestry project that works with sustainable timber extraction in the Amazon. Since 2003, the initiative has been operating in the region and today employs 150 “managers” – as workers in this segment are known. The yearly production[…]

Conheça um pouco da história do manejo comunitário de Tapajós

Às margens do Rio Tapajós, no Pará, a Cooperativa Mista da FLONA Tapajós (COOMFLONA) é um manejo florestal comunitário que trabalha com extração sustentável na Floresta Amazônica. Desde 2003, a iniciativa vem atuando na região e, hoje, emprega 150 manejadores – como são conhecidos os trabalhadores deste segmento. A produção gira em torno de 42[…]

Coalizao Brasil Clima, Florestas e Agricultura

Coalizão Brasil Clima, Floresta e Agricultura participa de encontro em São Paulo

A Coalizão Brasil Clima, Floresta e Agricultura, da qual o Instituto BVRio (iBVRio) faz parte, participa nesta terça-feira (29) do Primeiro Encontro Nacional Governo Aberto. A iniciativa é uma parceria da Coalização, da ONG Artigo 19, do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto Br – NIC BR;   do Co:lab/USP, da Open Knowledge Brasil, do[…]

car

Transparência do Cadastro Ambiental Rural, já!

O acesso a informação sobre a origem dos produtos agropecuários e florestais é essencial para assegurar a sustentabilidade no meio rural e o cumprimento do novo Código Florestal Brasileiro. Uma dos melhores iniciativas brasileiras para identificar o cumprimento com o Código Florestal é o novo Cadastro Ambiental Rural (CAR), um registro eletrônico de propriedades rurais desenvolvido[…]

relatorioBR

Webinar: Uso de big data para a detecção de ilegalidade no Setor de Madeira Tropical

Um levantamento feito pelo Instituto BVRio (iBVRio) indica que mais de 40% dos manejos florestais localizados nos estados do Pará e Mato Grosso podem estar envolvidos com irregularidades que, nos casos mais graves envolvem roubo de madeira de unidades de conservação e reservas indígenas. De acordo com diversos levantamentos, estima-se que mais de 70% dos[…]

bgidata

Webinar: Using Big Data to Detect Illegality in Tropical Sector with Pedro Moura Costa

A recent study by BVRio Institute (iBVRio) in Brazil found that more than 40% of the forest management operations in the Pará e Mato Grosso states are likely to be involved in severe breaches of the law, including timber theft from conservation areas or indigenous reserves, use of slave labour, and/or laundering of stolen timber[…]

a-amazonia

Custo-benefício: 2 bilhões de tCO2 por US$ 250 milhões: Cotas de Reserva Ambiental para REDD+

A aquisição de Cotas de Reserva Ambiental como estratégia de REDD+ pode resultar em reduções significativas de emissões (mais de 100 bilhões de tCO2) a custos muito reduzidos (menos de U$ 0,20/t CO2), e ao mesmo tempo promovendo a implementação do novo Código Florestal brasileiro – uma lei com potencial de transformação da paisagem rural[…]